Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

A Menina Que Roubava Amores (Parte 1)

Oi garoutzas! Tenho passado por algumas coisa nessa vidinha nesse tempo que não estava por aqui, comecei a escrever um história e resolvi postar um pedacinho dela aqui e ver se vocês tem vontade de ler mais, se vocês quiserem que eu continue, deixe nos comentários  


A MENINA QUE ROUBAVA AMORES

As vezes as pessoas entram na sua vida apenas para foder com a sua mente, nunca deixe isso acontecer.

Já era noite e lá estava ela sozinha, como sempre estava nesse horário, ela tinha 16, mas já se sentia uma falida de meia idade, se sentia muito feia, muito gorda e muito inadequada pra qualquer situação ou lugar. Com os fones de ouvidos, ouvia Interpol ensurdecedoramente e tentava abafar a briga diária de seus pais, até acabar pegando no sono.

TRRRRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIM

- HELENA! HORA DE LEVANTAR! - Gritou a mãe na cozinha, enquanto se equilibrava com Pedrinho, o bebê, no colo e com as panelas no fogão.

A mesma rotina, todos os dias, acorda, toma café da manhã, pega o ônibus, vai à escola.

                                                                               ***

- Oi Lena! - Disse Alice, a única amiga que Helena tinha, eram amigas desde o ano passado, quando chegaram na escola de Ensino Médio. - Ihhhh, que cara de enterro, seus pais andaram brigado outra vez?

- Você sabe que sim, eles brigam todos os dias. Sempre. Queria ir embora, sabe Alice? Queria dar o fora desse lugar, pegar o primeiro ônibus sei lá pra onde! Não aguento mais essa vidinha mais ou menos, repetitiva e massante.

- Porque você é tão impaciente? Você é uma ótima aluna, com certeza vai conseguir estudar numa faculdade incrível quando terminar a escola!

- Não sei se posso esperar mais um ano dessa porcaria.

- Vamos Lena, o sinal já tocou, a primeira aula é de física e eu preciso de muita nota!

                                                                                  ***

- Bom dia alunos! Hoje vamos receber uma aluna nova, pode entrar, Lorena.

- Licença, bom dia professor.

- Pode se sentar.

Nesse momento todas as pessoas só olhava para Lorena, a menina perfeita: Magra, bonita, educada e tinha o cabelo mais lindo que Helena já tinha visto em toda a sua vida.

                                                                                   

Continua...


This post first appeared on Talo De Maçã, please read the originial post: here

Share the post

A Menina Que Roubava Amores (Parte 1)

×

Subscribe to Talo De Maçã

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×