Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Prefiro pensar no coração do Salvador

Esta semana ando muito incomodada com as notícias que me minam o feed das redes sociais, a televisão, os jornais…

Refiro-me, obviamente, aos casos da Raríssimas e da IURD.

Sinceramente sou consumida por sentimentos muito maus quando penso nisto.

Acerca da Raríssimas, esta mulher não é nem será a última pessoa à frente de uma associação deste género a fazer o mesmo, mas não é por isso que não me provoque raiva.

Repugna-me. Enoja-me.

Cria-me um sentimento que não consigo explicar.

Leva-me sempre a acreditar no pior do ser humano.

Desde que me lembro de ser pessoa que estou ligada a instituições/associações de solidariedade e muitos foram os casos que me desiludiram.

Muitas vezes tive que pensar que andei a doar para enriquecer alguém e não para ajudar quem verdadeiramente precisava.

Infelizmente cresci com isso…

E cresci com a certeza que, no meio dos maus, existem sempre, mas sempre, os bons. E por isso, escolhi outros destinatários e continuei sempre a ajudar.

As Raríssimas é a mesma coisa…

Eu quero lá saber da mulher sem escrúpulos, vazia de sentimentos, fraca de espírito que preside aquela associação.

Só me preocupo com todos os que precisam efectivamente daquela associação, de todos os pais e mães desesperados e principalmente de todas as crianças que tiveram o infortúnio de ser portadores de uma doença rara.

Esses sim merecem a nossa preocupação.

Quanto à mulher que andou a lucrar indevidamente com isso, gostava apenas que a justiça fosse justa com ela.

Mas justa como a justiça deveria ser, agora aplicar justiça quando os telhados de vidro de quem manda são mais que muitos… fica difícil!

E o mesmo com a IURD… essas crianças?!

Como é que é possível a religião (independentemente qual seja) andar de mão dada com a adopção ilegal de crianças e segundo dizem com o apoio do Estado?!

E a outra mulher também a enriquecer com o dinheiro do Estado?!

Estado somos todos nós certo?

Que se passa?!

Não andará o Estado a compactuar com coisas a mais?

Não andarão os dirigentes do Estado com demasiados telhados de vidros e rabos presos?

Sabem que mais?

Prefiro pensar no coração novo do Salvador.

Prefiro pensar que o nosso Salvador, está a salvo.

Com certeza feliz e não tarda a dar-nos música.

E Salvador, se foi o Estado que te permitiu o coração novo, valha-nos isso.

Créditos da fotografia: Cooper Smith

Já me segues no Facebook e no Instagram

O post Prefiro pensar no coração do Salvador aparece primeiro no O Fabuloso Destino de Maria Amélia.



This post first appeared on O Fabuloso Destino De Maria Amélia -, please read the originial post: here

Share the post

Prefiro pensar no coração do Salvador

×

Subscribe to O Fabuloso Destino De Maria Amélia -

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×