Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

A Volta do Bigode


Morgan Freeman


Como vocês (três pessoas) devem ter percebido, o Bigodela sumiu da sua timeline completamente durante esses últimos seis meses. Isso foi devido a um conflito interno que levou os cinco jovens integrantes do blog a seguir diferentes caminhos em suas vidas.

Leonardo Visioli, depois de escrever suas crônicas e causar um grande “buzz” com a controversa história de um cara que não tinha pinto, resolve seguir carreira como escritor. No começo ele obteve um pequeno sucesso, chegando a ser chamado de “O Bukowski maringaense” e era visto como o próximo Rubem Fonseca.

Mas como Tudo que é Bom Dura Pouco, Leonardo desapontou a todos quando lançou seu romance chamado “Perfil”, que falava de coisas totalmente sem sentido, mostrando que ele não passava de um pseudo-qualquer coisa. Ele também perdeu o seu título de “Bukowski maringaense”. Hoje ele é visto nas ruas de Maringá e é chamado de “Jesus”.

Eric Costa se dedicou à vida de designer e fotógrafo e conseguiu grande prestígio fotografando festas de casamento e books de formatura, entre outros. Eric comprou um carro novo, foi visto “pegando umas minas” e resolveu se aventurar no meio empreendedor pois, segundo fontes, ele “se sentia seguro”.

Mas Eric foi vítima da crise e acabou fechando as portas de seu negócio em pouco mais de três semanas. Ele havia perdido tudo e agora caminha pelas ruas de Maringá, dançando “Freestep” em sinaleiros em busca de dinheiro e sendo chamado pelos jovens estudantes, de “Playboy” ou “Dubstep”.

Renato Crozatti, depois do sucesso de seus textos e juntamente de sua formação em jornalismo, resolve também seguir carreira de escritor. Ao invés, ele consegue um emprego de redator em uma agência qualquer de Curitiba, e começa a ficar frustrado com tudo. Renato então resolve “meter o louco” e investir tudo em seu primeiro livro, que fala de coisas introspectivas e algo relacionado a uma realidade surreal.

Quando ele vê Seu Livro sendo um fracasso de vendas, Renato, também sem mais nada, fica perdido e vagando por Maringá (voltando de Curitiba), sendo conhecido pelos moradores da Zona 07 como “Mendigo Gato” ou “Panificadora”.

Renan “RG” Natálio, já sendo conhecido como “RG” pelos amigos próximos, finalmente termina seu livro de fantasia, publicando ele e gerando um grande sucesso. Mas, novamente, tudo que é bom dura pouco e Renan, em seu apogeu, esquece de registrar os direitos de seu livro, perdendo tudo para o homem com o maior trapézio do Parque Ibirapuera, Cléber Bam Bam.

Renan então, tenta uma carreira no cinema como diretor, mas não consegue alavancar devido ao alto nível de referências cinematográficas em seus roteiros. “O cara só fala daquilo”, disse um homem que leu um de seus roteiros. Renan então, passa a vagar pelas ruas de Campo Mourão, sendo chamado de “mendigo gato” (de Campo Mourão) e “IMDB”.

Alberto de Andrade Neto continuou com seu trabalho, e hoje é o único que não vaga pelas ruas. Devido a sua fama, Alberto é homenageado pelos paulistas (terra de onde ele veio) como “o maior trabalhador da história de São Paulo” e também com uma linha de sneakers, refletindo a homenagem. Há quem diga que Alberto já cometeu a pachorra de enquadrar “Lamb of God” no gênero “White Metal”, mas isso é uma história para outro dia.

Com a maioria dos integrantes na merda, todos estes veem o Bigodela como a última esperança de dar certo em algo. Então, os amigos resolvem se juntar novamente para colocar o site de volta ao ar e continuar aquela velha programação semanal de posts que englobam tudo. Tudo mesmo.

Hoje o Bigodela está oficialmente de volta! De verdade!!!


This post first appeared on Bigodela, please read the originial post: here

Share the post

A Volta do Bigode

×

Subscribe to Bigodela

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×