Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Amar é para quem tem coragem

Viajamos de navio. Ele risca o mar. O navio pode afundar sim, mas é um risco. Amar requer correr riscos, requer passar por tempos turbulentos, e tempos de paz. Qualquer amor é para quem tem coragem de amar e se deixar amar. Se deixar conhecer. Se dar uma oportunidade de ver seu reflexo em outra pessoa. Requer abrir mão as vezes... Mas, em compensação segurar a mão do outro! Se amar, ahhhh, aí é que um risco, um daqueles vitais. Vão ter dias que as coisas não estão fáceis, se ame. Vão ter dias que o céu vai estar mais bonito, apaixone-se por si. Vão ter dias, que você olha no espelho e não se aguenta, mas dê uma segunda olhada, e veja quem realmente vale a pena você fazer feliz. Já sofreu por amor? Já? Então, como dizia Renato Russo, não era amor. Não que o amor seja um mar de rosas, mas é preciso saber lidar, e não sofrer tanto, porque nada que nos mau é válido, a não ser que traga uma boa lição após o sofrimento. Não ame por interesse, e quando digo interesse, não quero dizer por bens materiais apenas, pelo interesse de depender daquela pessoa, pelo interesse de fazê-la como instrumento só para se sentir completo. Ame por prazer, ame porque curte a companhia, o sorriso, os gestos e ações daquela pessoa. Amar não visa o sucesso, amar visa momentos, visa a travessia, e não ''um ponto de chegada''. Entrar numa relação sem a cultura do eterno. Por fim, apesar tudo que as pessoas falem, amar é sentir, e como diz Lenine ''Amar já é um pouquinho de saúde''.




This post first appeared on La Route, please read the originial post: here

Share the post

Amar é para quem tem coragem

×

Subscribe to La Route

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×