Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Pinturas em movimento – O Enigma da Beleza

Na tentativa de criar uma reflexão sobre as emoções humanas, o videomaker Rino Stefano Tagliafierro, através de técnicas especiais, construiu um inigualável Picture Motion (1) sobre a arte.
Em O Enigma da Beleza, Stefano dá movimento a personagens de famosas pinturas de grandes mestres do período entre Renascimento e o Simbolismo, nos levando a uma magnífica e assustadora aventura pelos momentos cruciais da vida humana – nascimento, amor, sexo, medo, dor e morte.
Uma noite, sentei a Beleza em meus joelhos.
E achei-a amarga. E injuriei-a.
(Arthur Rimbaud)
Os efeitos da imobilidade
Os movimentos estão suspensos nas pinturas no tempo distante em que foram realizadas. Essa imobilidade apresenta dois aspectos distintos.
Por um lado, nos leva a viajar tempo e espaço na tentativa de recompor as cenas observadas, o que aguça percepções e sensibilidades. De outro, restringe nossa capacidade de apreensão das emoções que estão agregadas aos movimentos. Fotografia e cinema vieram na esteira dessa busca pela aproximação do “real”.

As escolhas das obras
Sendo admirador de Caravaggio e Bouguereau [coincidentemente os meus preferidos - brevemente um post sobre Bouguereau], Rino Stefano, partiu desses mestres para escolher, por semelhanças, as 116 obras que comporiam seu experimento visual. 
O vídeo em sua versão completa tem aproximadamente 10 minutos, mas o artista não disponibilizou o vídeo integralmente, devido a sua participação em alguns festivais. No entanto, os 2:37 min. que liberou [veja abaixo] dá-nos uma ideia do impressionante redemoinho de emoções que carrega  seu trabalho.
O processo
Segundo Tagliafierro, de todo o processo, “o mais demorado e desafiador foi a busca e a seleção de imagens”. Depois de escolhidas, o diretor iniciou a edição, usando o Photoshop e a técnica do cut-out (2).
Em seguida o diretor usou o software de composição e finalização de vídeo After Effects e concluiu a obra junto com o designer de som Enrico Ascoli.
Toda a arte tende a busca da beleza,
não necessariamente a estética,
 mas a que desperta a consciência
(Rino Stefano Tagliafierro)


(1)  (imagens estáticas em movimento)

(2) Para quem desconhece, o cut-out é uma forma de manipulação de imagens, com a finalidade de distinguir determinada área da fotografia. Uma das formas de realizar esse efeito é selecionar o objeto que se deseja e transformar todo o restante da cena em preto e branco. Para facilitar o entendimento, quem assistiu ao filme “A lista de Schindler”, deve se lembrar da cena em que a menina anda pelo gueto enquanto as pessoas estão sendo mortas. O processo utilizado ali foi o cut-out. Atualmente, algumas máquinas vêm com esse recurso.



Veja também:
Pintura de nove séculos ganha vida 

Os Sonhos de Akira Kurosawa 


Fontes: Neso Arte; Site do Vídeo

Feliz por trazer este post para vocês!
MarGGa Duval

Subscreva o Mol-TaGGe e receba as atualizações em seu email
Não esqueça de confirmar sua subscrição!


Para seguir o Mol-TaGGeClique aqui


Este artigo pertence ao Mol-TaGGe.
Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.


This post first appeared on Mol-TaGGe - Arte E Cultura, please read the originial post: here

Share the post

Pinturas em movimento – O Enigma da Beleza

×

Subscribe to Mol-tagge - Arte E Cultura

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×