Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Cinema Cult | The Bad Batch


The Bad Batch, vulgo Amores Canibais, é um filme da Netflix dirigido por Ana Lily Amirpour. num futuro pós-apocalíptico. A distopia se passa em algum lugar próximo ao território texano, onde existem duas pequenas comunidades formadas por pessoas que foram consideradas párias da sociedade. Essas pessoas são o “lote estragado” que dá o nome original do filme em inglês. A obra cinematográfica está cheia de nomes de peso como Jim Carrey, Keanu Reeves e Jason Momoa.


Vou confessar que eu vi o filme inteiro e não reconheci nem o Jim Carrey ali no meio. Só pesquisando para escrever essa resenha que cheguei no nome dele. Está completamente irreconhecível!


Arlen (Suki Waterhouse) acabou de ser liberada no meio desse vazio em forma de deserto. No caminho, ela é sequestrada por uma comunidade de canibais e acaba perdendo uma perna e um braço. Contra todas as expectativas, a garota consegue fugir e, com alguma ajuda, acha o caminho para Comfort, a segunda cidade que faz parte da trama. Lá ela consegue ter uma vida, mas não consegue ficar satisfeita. Ela quer encontrar beleza, quer experiências diferentes, quer ver o céu cheio de luzes noturnas. Mas não há lugar para nada disso no meio do deserto e, no meio dessa busca, ela acaba cruzando novamente com os canibais dos quais escapou.


O filme é muito rico visualmente e a caracterização dos personagens é bem interessante. Não há muitos diálogos e as cenas são longas e arrastadas. É uma obra bem experimental e pode acabar sendo um tanto quanto cansativa.





This post first appeared on Nerdbucks, please read the originial post: here

Share the post

Cinema Cult | The Bad Batch

×

Subscribe to Nerdbucks

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×