Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

Papa se encontrará com líder islâmico para debaterem o “futuro de Jerusalém”

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, visitará o Papa Francisco no Vaticano, no início do próximo mês. Na agenda, estão previstas conversas sobre o reconhecimento norte-americano de Jerusalém como a capital de Israel e o futuro da cidade.

Tanto o líder turco, que preside a Organização para a Cooperação Islâmica (OCI), quanto o chefe da Igreja Católica Romana se opuseram à decisão anunciada pelo presidente dos EUA, Donald Trump, no final do Ano Passado.

Erdogan afirmou que a postura dos EUA sobre Jerusalém era uma “bomba” que atearia fogo ao Oriente Médio e vem pedindo o reconhecimento de Jerusalém como a capital da Palestina. Ele liderou o encontro da OCI em Istambul, onde os 57 países muçulmanos anunciaram que lutarão na ONU pela proclamação da Palestina como um Estado independente, tendo como capital Jerusalém Oriental.

O Vaticano já reconhece a Palestina como nação e no ano passado acolheu oficialmente sua embaixada.

Uma nota oficial no site oficial do Vaticano, publicada em dezembro, dizia que o líder católico estava acompanhando “várias iniciativas, entre elas as reuniões urgentes da Liga Árabe e da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI). A Santa Sé está atenta a essas preocupações e recorda as palavras mais sinceras do Papa Francisco, reiterando a sua posição bem conhecida quanto ao caráter singular da Cidade Santa e a necessidade essencial de respeitar o status quo, de acordo com as deliberações da comunidade internacional”.

A viagem de Erdogan ao Vaticano, em 5 de fevereiro, será a primeira de um presidente turco desde 1959. Recentemente, foi divulgado que os dois andaram conversando por telefone sobre suas “preocupações sobre o direito dos israelenses sobre Jerusalém e concordam que o status quo deveria ser mantido”.

O papa argentino já esteve com Erdogan durante sua viagem a Turquia, em novembro de 2014.

Desde o golpe fracassado, em julho de 2016, Erdogan vem tomando uma série de medidas que fortalecem seu poder no país, incluindo a prisão de líderes cristãos e o confisco de propriedades de igrejas.

Francisco nunca se posicionou contrário à repressão religiosa na Turquia, mas elogiou o país por seus “esforços para receber refugiados”. Também chamou o governo turco de um “grande pacificador” da região.

No final do ano passado, uma delegação de líderes de igrejas de Jerusalém teve um encontro com o rei jordaniano Abdullah II, que é considerado pelo Islã o “guardião” dos lugares sagrados. Entre eles estavam bispos e padres católicos, que falavam em nome do Vaticano e censuraram as “tentativas de judaizar” a capital de Israel. A declaração causou estranheza, uma vez que não ocorreu qualquer mudança na política de liberdade religiosa do país. Com informações de Israel National News

This site is using SEO Baclinks plugin created by InfoMotru.ro and Locco.Ro

O post Papa se encontrará com líder islâmico para debaterem o “futuro de Jerusalém” apareceu primeiro em Portal da Teologia.



This post first appeared on Portal Da Teologia, please read the originial post: here

Share the post

Papa se encontrará com líder islâmico para debaterem o “futuro de Jerusalém”

×

Subscribe to Portal Da Teologia

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×