Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

O ventre de dor.



Pobre menina, foi gerada no ventre de um demônio. Foi parida do maior demônio que existe, e mesmo assim tem que chamá-la de mãe, amá-la e respeitá-la. Por que tem que estar tão errado? Por que um anjo como Aquele foi premiado de chamar aquele ser de mãe? Algo está errado. Só ela iria sofrer, e sua mãe se divertir.
Que prazeroso seria para aquele ser sombrio poder ter a chance de brincar de boneca com aquele anjo, manipular, mandar, destruir, fingir, gerar falsas expectativas, criar falsos sentimentos, brincar com o psicológico, com o físico, com a energia e com a espiritualidade.
Teria forma de fugir? Ou tudo só era uma grande ilusão? Estava presa a esse ciclo sem fim de achar que tudo iria passar e quando menos esperar desmoronar?
Existe vida após ser gerada por um demônio? Isso é vida?


This post first appeared on Vida Em Textos, please read the originial post: here

Share the post

O ventre de dor.

×

Subscribe to Vida Em Textos

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×