Get Even More Visitors To Your Blog, Upgrade To A Business Listing >>

VEJA: A vez de Aécio. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade



Em 2014, às vésperas das eleições, a revista Veja lançou um número, antecipadamente, com uma matéria de capa contra Dilma e Lula. O candidato Aécio mandou distribuir cópias dessa capa aos eleitores (Será que a Veja tinha publicado milhares dessa capa com essa finalidade?). Agora, na edição de 5 de abril , a Veja publicou como matéria de capa: “A Vez de Aécio – Ex-executivo da Odebrecht afirma que a empresa depositou propina (sic) para Aécio Neves numa conta em Nova York operada por sua irmã. Ele nega”. Desta vez, Aécio criticou, obviamente, a revista!

Para que os leitores possam analisar a matéria de capa da Veja, vamos transcrever seus principais trechos: “Chegou Nele”, reportagem escrita por Renato Onofre. Nela se publicou a foto de Aécio (uma página!), com essa legenda: “Tucano na Mira – Aécio Neves: um dos mais afetados na nova safra de revelações da Odebrecht”. Eis o que diz a reportagem: “O senador Aécio Neves é o terceiro grão-tucano a cair na teia de delações da Odebrecht – e em relação aos seus antecessores, José Serra e Geraldo Alckmin, é seguro dizer que sua situação é um pouco pior. E pode se complicar ainda mais. VEJA teve acesso com exclusividade (sic) ao conteúdo da delação do ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Junior, um dos 78 executivos da empreiteira a firmar acordo com a Justiça. Em seu depoimento, BJ, como é conhecido, afirmou que a construtora baiana fez depósitos para Aécio em conta sediada em Nova York operada por sua irmã e braço-direito, a jornalista Andrea Neves. (…) A denúncia de BJ é grave e atinge em cheio a imagem de um político que, até outro dia, firmava-se como a principal liderança da oposição ao governo do PT e, com o impeachment de Dilma, tornou-se figura expressiva, embora atuando nos bastidores, no governo de Michel Temer [Seu ex-vice como candidato à Presidência em 2014, Aloysio Nunes, do PSDB, foi nomeado ministro do Exterior de Temer! Outros dois tucanos também são ministros]. Por meio de sua assessoria, Aécio Neves classificou a acusação de “falsa e absurda”. E acrescentou: “Se confirmadas tais declarações – vazadas ilegalmente –, elas precisam necessariamente de comprovação, dada a gravidade de seu conteúdo”. O senador ainda reclama de que se trata de uma acusação da qual nem tem como se defender, já que vem desacompanhada de detalhes. Como o nome do banco ou número da conta. (…) Na delação, BJ falou da conta e dos repasses. Mas ainda precisa comprovar o que disse. Suas informações, no entanto, já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal, o que indica que os investigadores entenderam que precisam ser levadas a sério (sic). Do contrário, teriam sido desprezadas”. (…) Se BJ comprovar a denúncia em sua delação, a Lava-Jato terá disparado um petardo contra o senador tucano, que é um dos políticos mais citados (sic) nas denúncias da Odebrecht. Dos 83 inquéritos que a Procuradoria-Geral da República pediu para abrir com base nas delações da empreiteira, seis se referem a Aécio”. A seguir, Veja analisa esses inquéritos, que não transcrevo por serem longos. O leitor poderá tomar conhecimento, lendo a reportagem, uma “bomba”! Tem ainda um texto, “Barafunda no Ninho”, no qual a revista revela as acusações contra três principais líderes tucanos, com uma foto deles juntos, com essa legenda: “Tucanos Em Foco – Alckmin, Aécio e Serra: na boca dos delatores”. Sem comentário!

EM TEMPO: Já estava escrito este artigo, quando o Estadão (12/4) noticiou que o relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin, autorizou abertura de inquérito contra 98 pessoas. As investigações têm como base delações da Odebrecht. O mesmo jornal deu em manchete: “Tucano Aécio é alvo de cinco inquéritos”. Já a Folha, também em manchete, noticiou: “Aécio e Romeiro Jucá acumulam maior número de pedidos de investigação”. Estas notícias confirmam a reportagem da Veja. A revista fala em seis inquéritos. O sexto, tudo indica, foi posterior a essas delações da Odebrecht.

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

.

.




.


This post first appeared on O CORREIO DA ELITE, please read the originial post: here

Share the post

VEJA: A vez de Aécio. Artigo de Jasson de Oliveira Andrade

×

Subscribe to O Correio Da Elite

Get updates delivered right to your inbox!

Thank you for your subscription

×